top of page
Buscar
  • Foto do escritorcontato811642

Saiba quais são os principais exames para o diagnóstico precoce do câncer

O Instituto Nacional de Câncer – INCA aponta que são esperados mais de 700 mil novos casos de câncer no Brasil durante 2024. Excluindo o câncer de pele não melanoma, estima-se que 50,5% dos diagnósticos sejam em mulheres e 49,5% em homens. Mesmo com os elevados números, muitas pessoas ainda desconhecem as principais formas de exames que ajudam no diagnóstico precoce do câncer.



Quando o paciente inicia o tratamento no estágio inicial da doença, as chances de cura e de tratamentos menos invasivos aumentam. Para ajudar na detecção dos diferentes tipos de neoplasias, existem exames de rotina. A oncologista clínica Rayana Pecharki Postai, do COP – Centro de Oncologia do Paraná, lista os principais exames e a frequência indica pelos especialistas. Saiba mais:



Mamografia



A mamografia é o exame mais indicado para o rastreamento do câncer de mama. Deve ser feita por mulheres a partir dos 40 anos de idade ou antes quando há alto risco, incluindo histórico familiar ou síndromes genéticas já detectadas na família. Por meio das imagens, ela permite a detecção de tumores em fases muito iniciais, quando ainda não se tornaram palpáveis. Desse modo, os tratamentos se tornam menos agressivos e as taxas de cura podem chegar a 95%.



Papanicolau



O exame de Papanicolau tem como principal objetivo prevenir e detectar precocemente o câncer de colo do útero. Isso porque consegue avaliar se há a presença de lesões causadas pelo papilomavírus humano (HPV), antes que se transformem em malignas ou tumores em fases iniciais.



O exame é simples e rápido. O ginecologista colhe, em consultório, células do colo do útero para análise em laboratório. Ele deve ser prioridade para todas as mulheres sexualmente ativas, a partir dos 25 anos de idade.



Colonoscopia



Todos os homens e mulheres a partir dos 45 anos de idade (ou antes quando há fatores de risco) devem realizar a colonoscopia de rotina. O exame avalia o cólon e o reto com o objetivo de detectar pólipos (lesões benignas que têm potencial de se transformarem em malignas) e removê-los.



Além disso, é capaz de diagnosticar lesões suspeitas de câncer colorretal. Em ambas as situações, o material, que é removido durante o procedimento, é enviado para análise patológica.



Toque retal e exame de PSA



Tanto o toque retal, feito em consultório médico, quanto o exame de sangue Antígeno Prostático Específico (PSA) são utilizados para o diagnóstico precoce do câncer de próstata. Eles devem ser realizados por todos aqueles que estão na faixa etária a partir dos 45 anos de idade. Aqueles que possuem histórico familiar ou síndromes genéticas já detectadas ligadas a este tipo de tumor devem procurar um médico quando mais jovens, de forma a estabelecer um plano adequado de rastreamento.



Tomografia computadorizada de tórax



A tomografia computadorizada de tórax é indicada como forma de rastreamento do câncer de pulmão para adultos entre 50 e 80 anos de idade, tabagistas ou que pararam de fumar há menos de 15 anos e/ou possuem histórico de tabagismo de pelo menos 20 anos-maço. Por exemplo: fumante há 30 anos, sendo 1 maço por dia, 30×1 = 30 anos-maço.



Esses são os exames sugeridos e que devem ser realizados conforme o sexo e a característica da pessoa. Cuide de sua saúde e faça o check-up anual de rotina.




0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page